MUNIZ FERREIRA: MORADORES COBRAM MELHORIAS DA EMBASA E PLANEJAM REALIZAR PROTESTO.

Nos últimos 02  meses, a População de Muniz Ferreira e de todo Brasil está sendo orientada pela OMS – Organização Mundial de Saúde, que permaneçam com suas Famílias em casa, afim de se proteger da Pandemia do Covid 19, olhando por esse lado, se presume que o consumo de água vai aumentar, mais aqui em Muniz Ferreira a EMBASA não vem contribuído, a Rádio Muniz FM, nos seus Programas De Jornalismo, vem recebendo centenas de Reclamações de falta de água em varias Ruas da Sede do Município, Distrito do Onha, Povoado do Taitinga, Programa Minha Casa Minha Vida, Água Preta e Rua São João, que segundo os Moradores tem 10 dias sem cair uma gota de água, o depoimento do Senhor Roberto morador do Bairro “agradeço a Deus pelas chuvas que tem caído no Município essa é a maneira que venho utilizando de parar água da chuva para utilizar no sanitário, seu custo de vida aumentou muito na aquisição diária de água mineral.”

A nossa Redação entrou em contato com o Gerente da Embasa de Nazaré o Senhor Claudio Lima, passando essas dezenas de reclamações, ele nos respondeu, “devido a esse tempo de muita chuva, tem ocasionado enchentes no Rio Taitinga, por motivo da mudança da coloração da água aumentou muito o que dificulta a captação da mesma e diminui a produção  de tratamento da água, informou que a 15 dias realizou o abastecimento de água com cinco caminhões pipas para as Ruas São João e do Programa Minha Casa Minha Vida, sabemos que não resolve o problema, apenas  ameniza temporariamente, informou também que aumentou a Equipe de Trabalhadores e lamenta a falta de água, está semana foi detectado dois vazamento na tubulação da rede de distribuição na qual já estamos trabalhando para resolver tal problema.”

A Redação de Jornalismo da Emissora informa que além das reclamações diárias de falta de água no Município, a reclamações também recaem sobre aumentos constantes nas contas de fornecimento de água da EMBASA, que chegam a mais de 200% de aumento, esse motivo fez com que o IDEVAJ encaminhar um oficio em nome dos usuários a Direção da Embasa, solicitando uma nova medição e uma justificativa desse aumento, se a água não está caindo, segundo a senhora Jaildes Santana o recibo chega no dia certo e qual é a justificativa de um aumento desse, a minha conta no mês de março eu paguei  R$ 68.00 já nos mês de abril a conta chegou R$ 182.00 isso sem cair água, como pode acontecer isso um absurdo.”

Observamos que as dezenas de reclamações que chegaram contra a EMBASA os usuários pouparam os dois Profissionais Álvaro e Jair reconhecendo o comprometimento que os mesmos tem empenhado para tentar sanar a demanda da falta de água.

Em áudio enviado a nossa Redação um consumidor desabafa e pede solução imediata e conclama a todos para uma possível manifestação contra a EMBASA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *